Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quarta-feira, agosto 26, 2009

Em dia de volatilidade, dólar sobe 0,65%, a R$ 1,85 - Matéria publicada no Jornal do Commércio dia 26/08/09 - Caderno Mercados






Em dia de volatilidade, dólar sobe 0,65%, a R$ 1,85

Tatiana Gurjão

Em sessão turbulenta, o dólar comercial subiu pela segunda sessão consecutiva e furou a barreira de R$ 1,85, fechando cotado a R$ 1,855 para compra e R$ 1,857 para venda, avanço de 0,65%. A moeda americana bateu a mínima de R$ 1,832, às 11h, e alcançou o valor de R$ 1,86 às 16h.

Ainda no mercado interbancário, a taxa Ptax ficou ao preço de R$ 1,8411 na compra, e R$ 1,8419 na venda. No turismo, a moeda norte americana permaneceu estável pela quarta sessão consecutiva, a R$ 1,76 na compra, e R$ 1,90 na venda.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar pronto encerrou a rodada valendo R$ 1,854, acréscimo de 0,49%. Os 115 negócios fechados movimentaram R$ 578,474 milhões. O dólar viva-voz oscilou entre R$ 1,831 e R$ 1,86. Nos contratos futuros, a moeda americana foi negociada a R$ 1,858 para setembro, R$ 1,869 para outubro e R$ 1,878 para novembro.

Para Daniel Castro, gerente financeiro para a América Latina de uma multinacional sueca da indústria de equipamentos, o movimento no mercado de câmbio ontem foi especulativo. "Houve especulação devido às expectativas sobre os estoques de petróleo nos Estados Unidos, que saem amanhã (hoje). Os bancos mudaram a posição de suas carteiras em relação às commodities, já que o petróleo teve variação de 3% no valor. Os players menores viram com desconfiança essa troca e acompanharam o movimento."

De acordo com o gerente financeiro regional, o fato de o BC ter divulgado a projeção, via boletim Focus, de que o dólar estará cotado a R$ 1,85 em dezembro, influencia na cotação real da moeda. "É uma profecia autorealizada. Os contratos futuros têm sido negociados nessa faixa, pelo receio do mercado de se arriscar. No momento, esta paridade é o ponto de equilíbrio do câmbio."

Ele adianta que amanhã será o dia em que a moeda americana poderá sofrer mais oscilação nesta semana, por causa da apresentação de índices referentes ao seguro-desemprego nos EUA.


Já o euro comercial valorizou-se em 0,83%, a R$ 2,655 na compra, e R$ 2,658 na venda. No turismo, a divisa europeia teve aumento de 1,43%, cotada a R$ 2,53 para compra, e R$ 2,83 para venda.

Internacional. No mercado internacional, às 17h17, o euro avançava 0,03%, a US$ 1,43; na comparação com a divisa japonesa, o euro subia 0,04%, a 134.65 ienes.

Às 19h12 de Brasília, o dólar subia 0,16% sobre a moeda japonesa, a 94,15 ienes; frente à libra, ganhava 0,36%, a US$ 1,635; na comparação com o franco suíço se manteve praticamente estável, a 1,0617 francos suíços, avanço de 0,009%. No mercado de balcão, o dólar se valorizava 0,004% sobre a moeda da China, cotado a 6,8318 yuans.

Matéria Completa: JornaldoCommercioCadernoMercados26B02.pdf

Marcadores: ,

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.